Labirinto da memória.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Nosso 10° álbum de estúdio já tem data de lançamento.
Dia 12/01 em todas as plataformas digitais.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
“… nossa banda chega ao seu décimo álbum de estúdio. Um álbum de uma banda que cruzou como poucas sobre o cenário socio cultural, econômico dessa região do globo. Sempre corajosa, sempre altiva e o mais importante, focada em, além de sobreviver, fazer do seu próprio jeito. 
Labirinto da memória foi gestado nos dois anos pós pandêmicos se é que podemos dizer dessa forma. O álbum é uma mistura  de restrospecto, novos planos e novas aventuras coletivas “deadfishianas”. Nasce da faísca do livro “Realismo capitalista” de Mark Fisher, mas desfila sobre nossa história coletiva da eterna tentativa de sermos o que sempre desejamos ser. Não só um país grande mas um grande país, com seu povo alimentado, alegre, ciente de seu papel no planeta e feliz como um dia  desejou Darcy Ribeiro e outros tantos pensadores maravilhosos sulamericanos. 
Nossas memórias,  são nossas cicatrizes coletivas. Em nossos corpos e mente se encontra a história de uma região, um continente, uma família, um indivíduo e o devir que ainda não chegou e que parece que não chegará nunca, mas que necessita ser gestado, pensado para que sigamos em frente e mudemos tudo, de novo e pra melhor.”
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
2024 promete.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Venceremos!

 

VINIL DEAD FISH - LABIRINTO DA MEMÓRIA

R$219,90
VINIL DEAD FISH - LABIRINTO DA MEMÓRIA R$219,90
Entregas para o CEP:

Meios de envio

Compra protegida
Seus dados cuidados durante toda a compra.
Trocas e devoluções
Se não gostar, você pode trocar ou devolver.

Labirinto da memória.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Nosso 10° álbum de estúdio já tem data de lançamento.
Dia 12/01 em todas as plataformas digitais.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
“… nossa banda chega ao seu décimo álbum de estúdio. Um álbum de uma banda que cruzou como poucas sobre o cenário socio cultural, econômico dessa região do globo. Sempre corajosa, sempre altiva e o mais importante, focada em, além de sobreviver, fazer do seu próprio jeito. 
Labirinto da memória foi gestado nos dois anos pós pandêmicos se é que podemos dizer dessa forma. O álbum é uma mistura  de restrospecto, novos planos e novas aventuras coletivas “deadfishianas”. Nasce da faísca do livro “Realismo capitalista” de Mark Fisher, mas desfila sobre nossa história coletiva da eterna tentativa de sermos o que sempre desejamos ser. Não só um país grande mas um grande país, com seu povo alimentado, alegre, ciente de seu papel no planeta e feliz como um dia  desejou Darcy Ribeiro e outros tantos pensadores maravilhosos sulamericanos. 
Nossas memórias,  são nossas cicatrizes coletivas. Em nossos corpos e mente se encontra a história de uma região, um continente, uma família, um indivíduo e o devir que ainda não chegou e que parece que não chegará nunca, mas que necessita ser gestado, pensado para que sigamos em frente e mudemos tudo, de novo e pra melhor.”
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
2024 promete.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Venceremos!